"Como candidato à Prefeitura de Goianira, Goiás, quero dizer que: tenho muitos projetos planejados para serem desenvolvidos e implementados a favor do meio ambiente que beneficiarão a toda comunidade goianirense, e, foram idealizados pelo amor que dedico a nossa cidade e pela preservação da natureza, sempre com a preocupação voltada ao bem estar das futuras gerações."

Quem sou eu

Minha foto

Uma pessoa que trabalha em prol dos menos favorecidos e luto juntamente com aqueles que procuram fazer da cidade de Goianira, um lugar melhor para morar.

Imprimir ou Salvar em PDF

Print Friendly and PDF

Tradutor

Pesquisar este blog

terça-feira, 9 de agosto de 2016

Em Goianira funcionários colocam fogo no lixão

Marcão Publicidades começou no Conselho de Meio Ambiente como tesoureiro no ano 2013 a 2016, sendo que um dos primeiros projetos foi colocado em votação para comprar um veículo para a secretária do Meio Ambiente poder se deslocar e fazer a fiscalização, tendo sua aprovação imediata, e o veículo foi adquirido no prazo de 45 dias com recursos do Meio Ambiente. Outro projeto importante deu-se no embargo do loteamento do setor Florença, onde foi discutido com os componentes do Conselho juntamente com a promotoria de Goianira, sendo que o infrator foi multado e o dinheiro destinado para a construção da praça Solar das Orquídeas, próximo ao setor Imperial. Continuando o trabalho do Meio Ambiente, no ano de 2013 a moradora vendeu o lote com compromisso de o proprietário não cortar a árvore da espécie paineira, mas foi surpreendida com a denúncia de que o mesmo estava cortando a paineira, então Marcão Publicidades como fiscal da Secretaria do Meio Ambiente, se dirigiu até o local, conversou com a antiga proprietária onde a mesma combinou de pagar a despesa da retirada da paineira e replantio no setor São Pedro na área de preservação ambiental do Parque da Paineira. MarcãoPublicidades participou também da Associação de Bairro exercendo o cargo de Presidente no bairro Uirapuru, lá foi desenvolvido o trabalho de um abaixo assinado para que fosse construído a praça Pica-pau, e várias roçagens nos lotes baldios, e foi também embargado o lixão no próprio setor. Fez várias denúncias sobre o lixo hospitalar que era descarregado de forma imprópria e sobre a maneira de desfazer-se do lixo, onde os funcionários ateavam fogo no lixo, intoxicando o ar da cidade de Goianira.


Nenhum comentário:

Postar um comentário